Design como provocação poderia possibilitar a inversão do status quo

"O que queremos é mais do mesmo ou algo completamente diferente?" Na proposta na Cidade do Cabo, havia a percepção de que a fim de iniciar a conversão física e psicológica de 'temporário' para 'permanente', a equipe precisaria romper completamente com a maneira aceita de fazer as coisas, e também com a lei - um movimento muito corajoso e radical tanto para uma empresa de arquitetura estabelecida, bem respeitada, quanto para um novo empreendimento social dinâmico.

[Lindsay Bush]

Tags