Os profissionais mais jovens devem ser os que mais têm a ganhar com esses processos e projetos

Durante o projeto, parece que os jovens profissionais de escritórios de arquitetura tornaram-se mais próximos dos representantes da comunidade e  da ONG. A motivação deles de desenhar para um setor maior da sociedade foi acompanhada por uma nova consciência de que sua educação formal de fato os preparou para projetar somente para os dez por cento mais abastados, o que aumentou a probabilidade de ficarem mais abertos a mudar sua maneira de fazer projetos em ambientes comunitários.

[Nitin Bathla]

Tags